Arte: Danilo Queiroz/Distrito do Esporte

Por Danilo Queiroz

O Campeonato Candango de 2020 terá um novo time, mas ele não está vindo da divisão de acesso. Depois de cinco anos de inatividade, o Unaí Esporte Clube reativou o seu departamento profissional e voltará a disputar a primeira divisão do futebol do Distrito Federal. Para alcançar o feito, o clube mineiro trocou de cidade: saiu de Paracatu, local onde estava desde a temporada de 2014, e voltou para o município mineiro onde construiu boa parte de sua história.

O retorno do Unaí e a dissidência do Paracatu foi confirmada por Elias Andrade, presidente da instituição esportiva. Através de sua página pessoal no Facebook, o dirigente aproveitou para anunciar as primeiras novidades da retomada da agremiação unaínense. Já com a preparação para o Candangão 2020 em andamento, o clube contratou o técnico Rubio Guerra e o gestor de esportes Fabrício Souza. O técnico, inclusive, comentou a contratação. “Agradeço pela credibilidade. Vamos lá”, postou.

Em entrevista à rádio Boa Vista de Paracatu nesta quarta-feira (4/9), Elias comentou os motivos que levaram à volta a Unaí. “O time está se encerrando. Lamentavelmente, não tivemos o apoio dos empresários. Eles não perceberam a importância do clube. Foram seis anos que valeram à pena, mas não foi bem aceito nosso trabalho em relação à administração. Vamos voltar com o time. Sentimos que há o interesse da cidade e estamos abertos a conversar”, explicou.

Também falando à emissora, o secretário de Esportes de Paracatu, Walter José de Souza, garantiu que o aporte ao clube já estava garantido para 2020. “Tivemos a informações de que o time iria sair da cidade. Ficamos chateados. Em 2013, nós os recebemos de portas abertas. Não foi falta de verba. Os R$ 450 mil já estavam reservados para o ano que vem. Precisávamos da resposta e não recebemos. Acho que precisavam ter respeitado mais o município. Que nos procurassem oficialmente para ir embora”, ressaltou.

Unainenses comemoram e paracatuenses ficam na bronca

O espaço de Andrade na rede social também serviu para os torcedores se manifestarem sobre a reativação do Unaí. Em grande parte das manifestações, os moradores da cidade agradeciam a decisão do presidente de voltar ao município mineiro. “Bela notícia ao povo unainense”, comentou um deles. “Estávamos precisando do retorno. Apesar das dificuldades de manter o time, não precisava ter saído de perto de sua torcida, pois somos apaixonados”, comemorou outro.

A mudança de cidade, porém, não deixou os torcedores de Paracatu nem um pouco felizes. A notícia de que o clube estaria voltando para Unaí pegou boa parte dos moradores do antigo município de surpresa e eles também aproveitaram o post de Andrade para reclamar da mudança. “É uma vergonha o poder público ter aceitado a saída”, bradou um. “Isso é um desrespeito com o torcedor paracatuense. Vieram pegar dinheiro daqui e depois foram embora”, se queixou outro.

Clube foi campeão da Segundinha

Apesar de ter realizado boas campanhas e chegado nas semifinais do Campeonato Candango de 2017 e 2019 sob a alcunha de Paracatu, o maior feito da agremiação mineira foi na época em que esteve em Unaí. Em 1997 e 2012, o clube chegou a conquistar o título da Segunda Divisão do futebol local. No Candangão, a melhor campanha unainense foi em 2004, quando acabou ficando com o quarto lugar. Em 2020, a história verde e branca continuará sendo reescrita no Distrito Federal.

Apoie o Distrito do Esporte

A missão do Distrito do Esporte é levar aos brasilienses informações de qualidade e confiáveis sobre o esporte candango. Todos os conteúdos disponíveis no site são produzidos de forma independente por nossa equipe de reportagem. Clicando no anúncio abaixo, você contribui para a qualificação do trabalho e ajuda, diretamente, no crescimento do portal de notícias.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui