O Distrito do Esporte é um oferecimento de
Com 251 m² de área escalável, muro da Eleva é o maior do Distrito Federal

Foto: Jack Taketsugu/Aisatsu – Fotografia Esportiva


Por Karine Santos
Uma das principais novidades no programa olímpico das Olimpíadas de Tóquio de 2020, a escalada esportiva tem ganhado cada vez mais adeptos e investidores em todo o país. Agora, os brasilienses praticantes da modalidade ganharam uma nova opção para testarem seus limites e se desafiarem. Inaugurada neste fim de semana, a Eleva Academia de Escalada tem o maior muro de Escalada Indoor (praticada em ambientes fechados) do Distrito Federal, com 251m² de área escalável. Além das paredes, a academia tem uma ilha no centro do espaço, uma área de parkour e um ambiente dedicado às crianças que está sendo finalizado. 
Existem inúmeros tipos de escalada, mas o foco da Eleva é na modalidade apelidada de ‘Boulder’, como explica Davi Fantino, um dos idealizadores do espaço. “Ela é uma modalidade que tem a característica de ser mais baixa, três a quatro metros de altura, poucos movimentos. O desejo de quem pratica é estar fazendo cada vez movimentos mais difíceis. A gente quis trazer um projeto um pouco mais moderno dessa modalidade que é mais sensível, mais exigente e faltava um muro com características desse tipo de competição”. A Eleva é a 5° Academia de Escalada de Brasília, que tem se tornado um dos locais com maior número de opções para treinamento de escalada no país.
Na inauguração, foi realizado um Festival de Escalada em que os próprios participantes marcavam seus pontos. O muro é formado por agarras de várias cores com algumas agarras de saída marcada por uma fitinha. O participante que consegue fazer os  movimentos até o topo faz jus a pontuação daquela via. Como cada participante se encarregava de marcar os seus pontos, sem fiscal, não foi informado antecipadamente pelos organizadores o valor de cada ‘Boulder’. No final, foi feita a contagem dos pontos para saber o primeiro e o segundo colocado. 
A Eleva tem se tornado um dos locais com maior número de opções para treinamento de escalada no país
Foto: Jack Taketsugu/Aisatsu – Fotografia Esportiva
No festival houve uma equiparação por gênero. “Nós trouxemos essa novidade. O primeiro lugar do master feminino e o primeiro lugar do master masculino normalmente são colocados nos campeonatos com premiações próprias. Aqui a gente fez uma lista de premiações que o primeiro do master masculino e do feminino se comparam e se desempatam pela quantidade de ‘Boulder’ que fizeram. Então, mesmo que o primeiro master feminino tenha feito boulders mais fáceis, quando ela for comparar com o primeiro master masculino e tiver quantidade de boulder maior, ela tem prioridade na escolha da premiação”, contou Davi.
Existem alguns paradigmas relacionados a Escalada e a Eleva vem com o desejo de tentar diminuir esses preconceitos. “A gente está super animado pela perspectiva de ter um espaço que permite apresentar uma escalada que é moderna e que quebra um pouco o paradigma de que é uma escalada com rótulo meio negativo. O esporte sempre foi muito associada a medo, altura, risco e a ser muito difícil, mas aqui a gente mostra que crianças têm a capacidade de praticar, se divertir, seja o foco se manter em forma ou ter uma atividade diferente. Mistura muito de parkour e é por isso que a gente está criando essa junção dos dois para poder apresentar o esporte de forma mais completa”, ressaltou.
Evento de inauguração contou ainda com um festival de escalada
Foto: Jack Taketsugu/Aisatsu – Fotografia Esportiva
Davi Fantino é um dos brasileiros mais preparados para escalada, tendo experiência de treinamento na academia que é referência mundial em treinamento de escalada, a Cafe Kraft, além de diversos cursos com Eva Lopez, um dos maiores nomes de escalada esportiva no mundo. Ele administra a Eleva juntamente com Rodrigo Dalé, Hugo Marques e Tiago Fantino. Juntos, prometem atendimento diferenciado a todos que desejam praticar escalada, tanto profissionais, quanto amadores. A Eleva fica na Zona Industrial de Guará, próximo a Casa Park, SOF Sul, Quadra 11, Conjunto B, Lote 8, Loja 7.

Tóquio 2020

O Campeonato Mundial de Escalada, o circuito da Copa do Mundo, competições continentais e possivelmente um evento extra, serão usados como classificatórios para ocupar as 40 vagas em disputa para as Olimpíadas de 2020. Atletas de todo mundo que fazem parte IFSC (Federação Internacional de Escalada Esportiva) podem disputar vagas, entretanto há um limite de quatro atletas por país (dois homens e duas mulheres). No Brasil um planejamento priorizando eventos internacionais e preparação física estão sendo feitos. Há cerca de 35 milhões de escaladores no mundo, segundo a IFSC. Além da Escalada, o Surf, o Skate, Baseball/Softbol e Karatê, estão incluídos como esporte olímpico em Tóquio 2020.
O Distrito do Esporte é um oferecimento de

Comente

Please enter your comment!
Please enter your name here